Curso Online de Curso - Turismo de Aventura - Espeleologia
4 estrelas 1 aluno avaliou

Curso Online de Curso - Turismo de Aventura - Espeleologia

Espeleologia: do latim spelaeum, ?caverna?. É a ciências que estuda as cavidades naturais e outros fenômenos característicos, nas vert...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 12 horas

Por: R$ 25,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Espeleologia: do latim spelaeum, ?caverna?.

É a ciências que estuda as cavidades naturais e outros fenômenos característicos, nas vertentes da sua formação, constituição, características físicas, formas de vida, e sua evolução ao longo do tempo.

Empresário de Sucesso // Diretor Presidente do ICEPEX - INSTITUTO DE CERTIFICAÇÃO PARA EXCELÊNCIA NA CONFORMIDADE // Sócio Fundador da ABRAC Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade. Miembro de partes interesadas - Comité Ejecutivo de IAAC - IAAC Cooperación Inter Americana de Acreditación //ate 2012 Auditor Líder - SGQ / BPF (ANVISA) Gestão de Projetos /Elaboração e controle dos Documentos do Sistema da Qualidade Domínio na área de Atendimento a Clientes Pleno domínio no Atendimento e Soluções em reclamações de clientes Total domínio dos processos de certificação de Produtos e Sistema Apresentação de palestras sobre qualidade , certificação e empreendedorismo


- Mauro Almeida E Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Espeleologia

  • Espeleologia

    Espeleologia

    Espeleologia: do latim spelaeum, “caverna”.

    É a ciências que estuda as cavidades naturais e outros fenômenos caracteristicos, nas vertentes da sua formação, constituição, características físicas, formas de vida, e sua evolução ao longo do tempo.

  • Cavernas como ecossistemas

    Cavernas como ecossistemas

    - Os seres vivos ocupam hábitats diferentes.
    - Os hábitats podem ocorrer no domínio epígeo (superfície do solo) e no domínio hipógeo (subterrâneo como o das cavernas).

  • Cavernas como ecossistemas

    Cavernas como ecossistemas

    As cavernas são ecossistemas com características próprias. Nelas encontramos:

    * constância de fatores climáticos no seu interior;
    * zonas com micro-climas e luminosidade diferente na entrada;
    * ausência de luz (não ocorre fotossíntese);
    * matéria orgânica proveniente do meio epígeo;
    * organismos adaptados a essas características.

  • Cadeia alimentar

    Cadeia alimentar

    Não há luz no interior das cavernas, não ocorrendo organismos produtores.

    A matéria orgânica chega no interior das cavernas por meio de:

    *restos de vegetais e de animais que caem por aberturas superiores ou por entradas inclinadas;
    *água da chuva e dos rios;
    *organismos que se alimentam no meio externo, visitando as cavernas e podem defecar ou morrer em seu interior.

    - Tem início com os detritos.

  • Cadeia alimentar

    Cadeia alimentar

    Detritos: são gerados pelos produtores e consumidores (perda de folha, troca de carapaça ou pele, perda de pêlos ou quando morrem).

    Guano: um tipo característico de deposito de detritos nas cavernas, formado por fezes de animais, principalmente pelas de morcegos. No guano, instala-se uma cadeia alimentar de organismos chamados de guanófilos.

  • Cadeia alimentar

    Cadeia alimentar

  • Fatores ambientais

    Fatores ambientais

    Capa de rochosa que envolve a caverna funciona como um isolante, dando uma razoável estabilidade climática.

    Apresenta fatores ambientais extremos, com ausência de luz e a elevada umidade relativa do ar.

    - As cavernas apresentam zonas de variação climática, influenciadas pelo ambiente externo:

  • Zona I: entrada da caverna. A luz ainda está presente e os outros fatores ambientais são influenciados pelo meio externo;

    Zona II: não existe mais luz. A circulação de ar entre o meio interno e externo da caverna provoca variações de temperatura e umidade;

    Zona III: o ambiente apresenta sua maior constância. A luz é inexistente, a temperatura quase não varia e a umidade relativa do ar está próximo dos 100%.

    A extensão de cada zona é variável

    - A temperatura no interior da caverna tende a ser semelhante à temperatura média anual da região em que se situa.

  • Fatores ambientais

    Fatores ambientais

  • A vida nas cavernas

    A vida nas cavernas

    O micro-clima estável favorece os organismos que vivem nas cavernas.

    Os organismos se distribuem longitudinalmente no interior das cavernas.

    Os organismos que se alimentam de detritos ocupam o solo e os predadores ocupam as paredes e o teto.

    - Vegetais e animais do meio externo podem ser encontrados na zona I. Os organismo que vivem estreitamente no interior das cavernas ocorrem na zona III.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 25,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Espeleologia
  • Cavernas como ecossistemas
  • Cadeia alimentar
  • Fatores ambientais
  • A vida nas cavernas
  • Animal cavernícola
  • Potencial espeleológico Brasil
  • Formação de cavernas
  • Formação de caverna
  • Formação de espeleotemas
  • Espeleotemas
  • Estalactite e estalagmites
  • Flor de aragonita
  • Vulcões
  • Mito da Caverna