Curso Online de Técnicas de Redação

Curso Online de Técnicas de Redação

O objetivo desses slides é ajudar o aluno a construir um texto argumentativo.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 3 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O objetivo desses slides é ajudar o aluno a construir um texto argumentativo.

Terminando Filosofia



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • TÉCNICAS DE REDAÇÃO

    técnicas de redação

  • 1. ESTRUTURA DE UM TEXTO DISSERTATIVO

    1. estrutura de um texto dissertativo

    geralmente um texto apresenta começo, meio e fim. é importante também um título. na apresentação você deve ter a ideia central, juntamente com, no mínimo, dois argumentos. a apresentação não deve ser muito extensa, pois a discussão do assunto fica para o desenvolvimento.
    já o desenvolvimento deve conter, no máximo, os três argumentos da introdução. aqui deve-se discutir o assunto apresentado no início. vale lembrar que deve ser iniciado por outro parágrafo. o desenvolvimento é diferente da conclusão, pois não deve apresentar o fechamento ou, então, soluções possíveis para a temática.
    a conclusão deve ser curta, objetiva e sintetizar a ideia central, já discutida no desenvolvimento. por isso, não deve ser diferente do corpo do texto dissertativo.

  • 2. INTRODUÇÃO

    2. introdução

    agora passamos a dissecar um texto dissertativo. comecemos, então, pela introdução. nada melhor que ver isso na prática. por isso, trago um texto. o título é: o big brother de george orwell:

    “recente pesquisa avaliou se os internautas brasileiros sabiam que ‘big brother’ é uma invenção do escritor inglês george orwell. o resultado confirma o alto índice de ignorância sobre a relação entre o programa e a obra original de orwell, 1984. a primeira reação diante dos resultados é, normalmente, atribuir o desconhecimento ao baixo nível cultural do internauta brasileiro. uma segunda reflexão, no entanto, vai constatar que a falta de conhecimento da origem do programa é coerente com o comportamento de seus produtores. a comunicação da rede globo não menciona o romance de orwell em nenhuma peça publicitária e tampouco essa origem foi destaque nas reportagens de divulgação feitas por seus veículos oficiais (rádios, jornais, e revistas). assim, o desconhecimento da ligação entre ‘big brother’ e a obra de orwell pode ser mais uma consequência do desinteresse comercial ou cultural dos produtores do novo programa do que sinal de um possível baixo nível do brasileiro médio.” terra, ernani. nicola, josé de. gramática, literatura e produção de texto, p. 45.

  • 2.1 DELIMITAÇÃO DO TEXTO

    2.1 delimitação do texto

    analisando o texto exposto anteriormente, podemos agora dissecá-lo. o tema central ou ideia central é a ignorância sobre a relação entre o programa e a obra original de orwell, 1984. a delimitação do tema é ignorância e o big brother. a partir disso, fica claro como trabalhar seu texto dissertativo.
    o desenvolvimento começa quando o autor diz: a primeira reação diante dos resultados é, normalmente, atribuir o desconhecimento ao baixo nível cultural do internauta brasileiro. uma segunda reflexão, no entanto, vai constatar que a falta de conhecimento da origem do programa é coerente com o comportamento de seus produtores. a comunicação da rede globo não menciona o romance de orwell em nenhuma peça publicitária e tampouco essa origem foi destaque nas reportagens de divulgação feitas por seus veículos oficiais (rádios, jornais, e revistas).
    a conclusão é iniciada pelo conectivo assim: assim, o desconhecimento da ligação entre ‘big brother’ e a obra de orwell pode ser mais uma consequência do desinteresse comercial ou cultural dos produtores do novo programa do que sinal de um possível baixo nível do brasileiro médio.
    é importante você olhar um texto sob esta perspectiva, ou seja, fazer a delimitação para pode r captar a mensagem que está nas entrelinhas.

  • 2.2 O PARÁGRAFO – O TÓPICO FRASAL

    2.2 o parágrafo – o tópico frasal

    na estrutura da dissertação, os parágrafos desempenham função extremamente importante. portanto, é fundamental pensar sobre eles (parágrafos). veja o que diz othon m. garcia:
    o parágrafo é uma unidade de composição, constituída por uma ou mais de um período, em que se desenvolve determinada ideia central, ou nuclear, a que se agregam outras, secundárias, intimamente relacionadas pelo sentido e logicamente decorrentes dela. garcia, othon m. comunicação em prosa moderna.7. ed. rio de janeiro: fgv, 1978. p. 203.

    essa definição, evidentemente, não é aplicada a todo tipo de parágrafo : trata-se de um modelo chamado de parágrafo padrão, que, por ser trabalhado por bons escritores modernos, a aluno poderá e até deverá imitar. o que determina a extensão ou estrutura do parágrafo é a unidade temática, já que cada ideia central deve se ajustar a um parágrafo. por isso, você poderá encontrar parágrafos longos e outros com apenas uma linha.

  • 2.3 AS DISSERTAÇÕES EM EXAMES

    2.3 as dissertações em exames

    as dissertações, nos exames, costumam ser estruturadas em quatro ou cinco parágrafos. sendo que um é para a introdução, dois ou três para o desenvolvimento e um para a conclusão. é claro que essa divisão é arbitrária e, que, portanto, pode ser modificada. dependendo do tema proposto, do tratamento que se dê ele, poderemos ter variações. mas é fundamental que você perceba o seguinte: a divisão da dissertação em parágrafos - cada um correspondendo a uma determinada ideia que nele é desenvolvida – tem a função de facilitar a produção do texto, de estruturá-lo com coerência, bem como possibilitar a quem lê uma melhor compreensão do texto em sua totalidade.
    embora o parágrafo, geralmente, trate de um único assunto, podemos perceber nele algumas divisões:
    a) tópico frasal: uma frase ou período que contém a ideia central;
    b) desenvolvimento: consiste na exploração do tópico frasal;
    c) conclusão: que consiste no fechamento da ideia primeira ou central.

  • 3. DESENVOLVIMENTO

    3. desenvolvimento

    o desenvolvimento já trabalhamos em tópicos anteriores, mas ele merece especial atenção pois aqui você tem o corpo de seu trabalho. é aqui que você vai convencer o interlocutor de suas ideias, por isso, seu texto deve ser claro, conciso e objetivo, sem “ficar enchendo linguiça”, para que ele possa ter todo rigor acadêmico. assim, é importante definir alguns elementos presentes no desenvolvimento como coesão, argumentação e coerência.

  • 3.1 COESÃO

    3.1 coesão

    coesão a conexão linguística que permite a amarração das ideias. organizando o texto, você pode amontoar palavras e, assim, tais palavras ganham sentido pelas relações de dependência estabelecidas entre si. portanto, a estrutura gramatical sustenta o texto como um todo significativo.

    a coesão utiliza conectivos ou elementos de coesão, que permitem a ligação das partes do texto. sintáticamente, esses elementos de coesão são classificados como pronomes, preposições, advérbios, e conjunções. eles ligam palavras, orações, frases, parágrafos, ao longo do texto, estabelecendo, de certa forma, diferentes tipos de relações.

  • 3.2 SELEÇÃO VOCABULAR

    3.2 seleção vocabular

    por seleção vocabular, devemos entender a escolha de termos, que garantem uma outra relação linguística muito importante: a referência a ideias ou termos antecedentes para evitar a redundância ou repetição de palavras, sem que perca o sentido primeiro do texto.

  • 3.3 RELAÇÕES DE SENTIDO

    3.3 relações de sentido

    toda essa manipulação da linguagem para tornar o texto articulado leva às relações de sentido entre os segmentos textuais. o valor semântico, ou seja, o vocabulário do texto é determinado pela relações de sentido marcadas pela existência de coesão.
    aqui é importante citar o período composto por subordinação. tal período leva a esse tipo de relações semânticas.
    veja:
    a casa onde moro é feita de tijolos e madeira. o conectivo que estabelece a relação semântica aqui é a conjunção subordinativa “onde”. vale lembrar que tal conjunção é usada obrigatoriamente quando há espaço físico que o antecede, como é o exemplo aplicado aqui.

  • 3.4 ARGUMENTAÇÃO

    3.4 argumentação

    o ato de argumentar, ou seja, a maneira como a falante organiza seu discurso para chegar a determinada conclusões , está essencialmente ligado à persuasão. a argumentação é a base da persuasão, é sua sustentação. assim, podemos ver a argumentação como uma estrutura criada deliberadamente, que pressupõe o uso de estratégias linguísticas e racionais.

    para que a argumentação seja válida, deve surgir de um raciocínio lógico, que comprove e justifique um ponto de vista, mas deve também estar adequada ao interesse ou à expectativa do interlocutor.. sem a noção do outro como alvo, a argumentação perde a força.

    persuasão: é arte de convencer alguém através do discurso. é um instrumento da retórica.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • TÉCNICAS DE REDAÇÃO
  • 1. ESTRUTURA DE UM TEXTO DISSERTATIVO
  • 2. INTRODUÇÃO
  • 2.1 DELIMITAÇÃO DO TEXTO
  • 2.2 O PARÁGRAFO – O TÓPICO FRASAL
  • 2.3 AS DISSERTAÇÕES EM EXAMES
  • 3. DESENVOLVIMENTO
  • 3.1 COESÃO
  • 3.2 SELEÇÃO VOCABULAR
  • 3.3 RELAÇÕES DE SENTIDO
  • 3.4 ARGUMENTAÇÃO
  • 3.5 COERÊNCIA
  • 4. CONCLUSÃO
  • 5. DICAS PARA FAZER UMA BOA DISSERTAÇÃO
  • 6.5.1 EXEMPLO DE DESCRIÇÃO DE UMA PESSOA
  • EXERCÍCIO