Curso Online de NORMAS TRABALHISTAS

Curso Online de NORMAS TRABALHISTAS

Normas Trabalhistas. As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 33 horas

Por: R$ 27,90
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Normas Trabalhistas. As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT. São 330 páginas em 33 horas de aula. ESSE CURSO É INDICADO A EMPRESÁRIOS, GERENTES, TRABALHADORES EM GERAL. Veja a lista de capítulos.

Sou pesquisador de áreas diversas. Sou professor (Docente) da área teológica, filosófica e estudante dessa área há 30 anos. Tenho o Doutorado em Teologia. Tenho Graduação pelo MEC em Teologia, Filosofia e Pedagogia, além da Docência do Nível Superior. Tudo relacionado à Religiosidade, Mitologia, Espiritualidade, Teologia, Filosofia, Pedagogia e tudo o que envolve sobre a Bíblia, é de meu conhecimento. Tenho experiencia de gerenciamento e administração, área técnica e manuais técnicos. Também ensino na área de egiptologia, Ciência das Religiões, gestão de empresas, gestão ambiental, ciências, informatica, recursos humanos, educação, sustentabilidade, defesa pessoal, língua portuguesa, Idiomas, Biotecnologia, Robótica, Petrologia, Segurança, e algumas áreas de medicina e esportivas. Tenho biblioteca própria, com mais de 5.500 livros (físicos) catalogados, abrangendo diversos temas, e sou fiel a Deus e Sua Palavra, a Bíblia. Todos os cursos aqui ensinados são "cursos livres". Veja outros cursos: http://www.buzzero.com/autores/escola-online?a=escola-online



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Normas Trabalhistas

    Normas Trabalhistas

    1

    Escola Virtual Online

  • Introdução

    Introdução

    As Normas Regulamentadoras - NR, relativas à segurança e medicina do trabalho, são de observância obrigatória pelas empresas privadas e públicas e pelos órgãos públicos da administração direta e indireta, bem como pelos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário, que possuam empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.
    O não cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.

    2

    Escola Virtual Online

  • Escola Virtual Online

    3

  • Faltas Justificadas e Injustificadas

    Faltas Justificadas e Injustificadas

    É dever do empregado cumprir integralmente a jornada estabelecida, sem atrasos, faltas ou saídas injustificados durante o expediente.

    4

    Escola Virtual Online

  • Jornada de trabalho

    Jornada de trabalho

    A jornada normal de trabalho não poderá ser superior a 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais. Não obstante, a duração normal do trabalho poderá ser acrescida de horas suplementares, em número não excedente de 2 (duas), mediante acordo escrito entre empregador e empregado, ou mediante contrato coletivo de trabalho.

    Escola Virtual Online

    5

  • Do acordo ou do contrato coletivo de trabalho deverá constar, obrigatoriamente, a importância da remuneração da hora suplementar, que será, pelo menos, 50% (cinqüenta por cento) superior à da hora normal.

    6

    Escola Virtual Online

  • Poderá ser dispensado o acréscimo de salário se, por força de acordo ou convenção coletiva de trabalho, o excesso de horas em um dia for compensado pela correspondente diminuição em outro dia, de maneira que: a) não exceda, no período máximo de um ano, à soma das jornadas semanais de trabalho previstas; b) não seja ultrapassado o limite máximo de 10 (dez) horas diárias. Regulamentação: art. 7º, inciso XIII, da Constituição Federal de 1988; arts. 58 e 59 da CLT.

    7

    Escola Virtual Online

  • Faltas justificadas

    Faltas justificadas

    São faltas justificadas as ausências do empregado ao trabalho que não acarretam a perda da remuneração do período. As faltas justificadas não serão consideradas faltas ao serviço para fins dos dias de gozo de férias, pagamento de salários, descanso/repouso semanal remunerado (DSR/RSR) e pagamento do 13º salário.

    Escola Virtual Online

    8

  • As faltas podem ser abonadas em decorrência de lei, documento coletivo ou por determinação do empregador. São consideradas faltas justificadas: a) até 2 (dois) dias consecutivos, em caso de falecimento do cônjuge, ascendente, descendente, irmão ou pessoa que, declarada em sua Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), viva sob sua dependência econômica;

    9

    Escola Virtual Online

  • b) até 3 (três) dias consecutivos, em virtude de casamento; c) por 5 (cinco) dias, em caso de nascimento de filho, no decorrer da primeira semana; d) por 1 (um) dia, em cada 12 (doze) meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada; e) até 2 (dois) dias consecutivos ou não, para o fim de se alistar eleitor, nos termos da lei respectiva; f) no período de tempo em que tiver de cumprir as exigências do Serviço Militar;

    10

    Escola Virtual Online

  • g) nos dias em que estiver comprovadamente realizando provas de exame vestibular para ingresso em estabelecimento de ensino superior; h) pelo tempo que se fizer necessário, quando tiver que comparecer a juízo; i) pelo tempo que se fizer necessário, quando, na qualidade de representante de entidade sindical, estiver participando de reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro; j) durante o licenciamento compulsório da empregada por motivo de maternidade ou aborto, observados os requisitos para percepção do salário-maternidade;

    11

    Escola Virtual Online


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 27,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Normas Trabalhistas
  • Introdução
  • Faltas Justificadas e Injustificadas
  • Jornada de trabalho
  • Faltas justificadas
  • Faltas injustificadas
  • Descanso/repouso semanal remunerado (DSR/RSR)
  • Rescisão do contrato por justa causa
  • Falta para levar filho ao médico
  • Atestado Médico
  • Incapacidade para o trabalho
  • Atestados médicos
  • Regras para os médicos
  • Código Internacional de Doenças (CID)
  • Profissionais habilitados
  • Requisitos para a elaboração do atestado médico
  • O Atestado médico para a Perícia médica
  • Falsificação do Atestado
  • Acompanhamento de familiares ao médico
  • Aviso Prévio
  • Duração do aviso
  • Redução da jornada de trabalho
  • Trabalhador rural
  • Não redução da jornada
  • Reconsideração do aviso prévio
  • Comunicação da dispensa
  • Tipos de aviso prévio
  • Irrenunciabilidade
  • Falta grave durante o aviso prévio
  • Remuneração do aviso prévio trabalhado
  • Remuneração do aviso prévio indenizado
  • Aviso prévio cumprido em casa
  • Inaplicabilidade do aviso prévio
  • Tempo de serviço
  • Rescisão por iniciativa do empregado
  • Impedimento do trabalho durante o aviso prévio
  • Cumprimento parcial do aviso prévio
  • Prazo de pagamento
  • Revista Pessoal de Empregados
  • Atividade Vexatória
  • Advertência e Suspensão do Funcionário
  • Advertência
  • Suspensão Disciplinar
  • Recusa do funcionário a assinar a penalidade
  • Direitos Trabalhistas
  • Salário Família
  • Salário família - Filhos e equiparados
  • Salário família - Filho ou equiparado inválido
  • Valor do salário-família 
  • Salário família - Responsáveis pelo pagamento 
  • Pai e mãe segurados 
  • Vale Transporte
  • Vale Transporte - Beneficiários
  • Declaração concedida pelo trabalhador
  • Declaração falsa ou uso indevido do vale-transporte
  • Transporte próprio ou fretado
  • Custeio do vale transporte
  • Vale transporte em dinheiro
  • Medida Provisória nº 280/20006
  • Salário Maternidade
  • Salário Maternidade - Direito
  • Salário Maternidade - Duração do benefício
  • Salário Maternidade - Programa Empresa Cidadã
  • Responsabilidade pelo pagamento do benefício
  • Salário Maternidade - Recolhimento da Previdência Social
  • Salário Maternidade - Estabilidade provisória
  • Intervalo para repouso ou alimentação no trabalho
  • Auxílio Doença
  • Empregada Doméstica
  • Empregada Doméstica - Contrato de experiência - Direitos Trabalhistas – Salário - Comprovante de pagamento – Descontos – FGTS - Estabilidade provisória - férias - Férias proporcionais - Descanso semanal remunerado - Décimo terceiro salário
  • Empregada Doméstica - Aviso prévio - Vale-Transporte - Seguro-Desemprego - Salário-Maternidade
  • Abandono de Emprego
  • Abandono Emprego – Requisitos – Caracterização - Manifestação do Empregado - Rescisão do Contrato de Trabalho – Homologação - Consignação em Pagamento
  • Seguro Desemprego
  • Férias Individuais
  • Férias - Perda do direito à férias - Abono pecuniário - Concessão e época de férias – Fracionamento - Menores de 18 e maiores de 50 anos de idade - Pagamento das férias – Pagamento em dobro
  • Contrato de Trabalho
  • Homologação do Contrato de Trabalho
  • Acidente de Trabalho
  • Tipos de acidente de trabalho
  • Acidente de trabalho - Equiparação
  • Auxílio-doença decorrente de acidente do trabalho
  • Morte do acidentado
  • Acidente de trabalho - Responsabilidade
  • Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT)
  • Responsabilidade pelo preenchimento e encaminhamento da CAT
  • Prazo para comunicar o acidente de trabalho
  • Efeitos do acidente no contrato de trabalho
  • Acidente trabalho - Estabilidade
  • CIPA - NR 5
  • Quais empresas tem a obrigação da CIPA
  • Organização da CIPA
  • CIPA - Atribuições
  • Dever do empregado empossado - CIPA
  • Deveres do presidente, vice-presidente e ao secretário da CIPA
  • Como funciona a CIPA
  • Treinamento da CIPA
  • Processo Eleitoral da CIPA
  • Direitos do trabalhador Temporário