Curso Online de Exame físico de enfermagem na cabeça e pescoço.

Curso Online de Exame físico de enfermagem na cabeça e pescoço.

O curso abrange cada etapa do exame físico de enfermagem na cabeça e pescoço, assim como a terminologia do sistema.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 4 horas

Por: R$ 40,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O curso abrange cada etapa do exame físico de enfermagem na cabeça e pescoço, assim como a terminologia do sistema.

Enfermeira a 15 anos, formada na Famerp, atua na educação continuada como coordenadora de treinamento e ainda atua como enfermira assistencia em unidade de terapia intensiva adulto.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • EXAME FÍSICO DE ENFERMAGEM

    exame físico de enfermagem

    cabeça e pescoço

    enf. ariane vilanova alves dos santos

  • CABEÇA

    cabeça

    componentes para observação:
    - tamanho e forma do crânio
    - posição e movimentos
    - superfície e couro cabeludo
    - exame geral da face
    - exame dos olhos e supercílios
    - exame dos ouvidos
    - exame do nariz
    - exame dos lábios
    - exame da cavidade bucal
    - exame otorrinolaringológico.

  • 1- tamanho e forma do crânio:
    determina a forma do crânio verificando a relação entre seu diâmetro transversal e o longitudinal. assim teremos o índice cefálico que nos dará a forma do crânio.
    t- diâmetro transversal
    l- diâmetro longitudinal
    ic- índice cefálico
    ic= tx100
    l

  • FORMA

    forma

    1- turricefalia ou crânio em torre: a cabeça é alongada para cima, pontuda, lembrando uma torre.
    2-escafocefalia: levantamento da parte mediana do crânio, dando um aspecto de casco de návio invertido.
    3- dolicefalia: aumento do diâmetro antero-posterior, que se torna muito maior que o transverso.
    4-braquicefalia: aumento do diâmetro transverso, índice de 80 a 90.
    5-plagiocefalia: crânio fica saliente anteriormente de um lado e posteriormente do outro.
    6-mesocefálica:(cabeça mediana) índice 75 a 79,9.

  • POSIÇÃO E FORMA DO CRÂNIO

    posição e forma do crânio

    desvio de posição, torcicolo, e os movimentos anômalos mais freqüentes são os tiques.

  • SUPERFÍCIE E COURO CABELUDO

    superfície e couro cabeludo

    a inspeção e a palpação do crânio permitem o encontro de saliências ( tumores, tumefações, bossas e hematomas), depressões e pontos dolorosos.
    observa-se a quantidade e distribuição de pelos; depois a textura do cabelo. o couro cabeludo deve estar livre de piolhos, lêndeas ou seborréia.

  • EXAME GERAL DA FACE.

    exame geral da face.

    analisa-se a simetria, a expressão fisionômica denuncia o estado de humor do individuo: tristeza, desanimo, esperança, desespero, ódio, alegria.
    no exame dos seios frontais e maxilares são palpados com vistas á presença de sensibilidade. a dor em qualquer destas regiões sugerem inflamações.

  • EXAME DOS OLHOS E SUPERCÍLIOS

    exame dos olhos e supercílios

    os supercílios são bastante variáveis de individuo para outro, podem sofrer queda(ptose), como ocorre no mixedema ( edema generalizado nas pálpebras), hanseníase, esclerodermia e desnutrição acentuada.
    observar alopecia e direção do crescimento dos cílios, epifora ( lacrimejamento).

  • a- pálpebras: ver se há edema, equimose, xantelasma, fenômeno freqüente e a queda da pálpebra( ptose) uni ou bilateral que ocorre na paralisia do iii par nervo craniano. o não fechamento dos olhos por paralisia do músculo orbicular das pálpebras, aparece na paralisia facial periférica. observar blefarite, lagoftalmia( fechamento incompleto das pálpebras), ordelo( tersol), ectrópio e entropio ( borda palpebral voltada para dentro e para fora), tiques.

  • b- fenda palpebral: com variações normais de acordo com as raças pode ser normal, aumentada ( exoftalmia), diminuída ou ausente ( ptose) ou substituída por uma prega cutânea ( mongolismo)
    c- globo ocular:
    - exoftalmia: é a protusão do globo ocular unilateral ou bilateral.
    - enoftalmia: globo ocular afundado para dentro da órbita com diminuição da fenda palpebral.
    - desvio: constitui os estrabismos.
    - movimentos involuntários: o mais freqüente é o nistagmo constituído de abalos do globo ocular e oscilações rápidas e curtas de ambos os olhos.

  • d- conjuntivas: normalmente são róseas, vendo-se a rede vascular levemente desenhada. tornam-se pálidas nas anemias, amareladas na icterícia, hiperemiada nas conjuntivites. presença de secreções também tem que ser investigadas.
    e- escleróticas, córneas e cristalinos: procurar alterações da cor. não se deve confundir icterícia com a coloração amarelada que aparece em pessoas de cor negra.
    a catarata que se trona opaco o cristalino aparece a olho nu como áreas esbranquiçadas no interior da pupila.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 40,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • EXAME FÍSICO DE ENFERMAGEM
  • CABEÇA
  • FORMA
  • POSIÇÃO E FORMA DO CRÂNIO
  • SUPERFÍCIE E COURO CABELUDO
  • EXAME GERAL DA FACE.
  • EXAME DOS OLHOS E SUPERCÍLIOS
  • EXAME DOS OUVIDOS
  • EXAME DO NARIZ
  • EXAME DOS LÁBIOS
  • EXAME DA CAVIDADE BUCAL
  • EXAME OTORRINOLARINGOLÓGICO
  • PESCOÇO
  • Através da inspeção, palpação e ausculta.
  • TIREOIDE