Curso Online de NR 10 - Prevenção e Combate a Incêndios

Curso Online de NR 10 - Prevenção e Combate a Incêndios

Complementação de Combate a Incêndio para NR 10.

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 2 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Complementação de Combate a Incêndio para NR 10.

Atuando no setor de treinamentos em Consultoria de QSMS. Padronização de material didático e treinamentos. NR 10. CIPA. Combate e prevenção a incêndio. Primeiros Socorros. Direção Defensiva. Uso Seguro de Ferramentas Manuais e Elétricas. Atuação como Professor Técnico de Segurança do Trabalho por 5 anos ministrando aulas de Tecnologia Industrial I e II, Desenho Técnico, Ergonomia e Curso de complementação em NR 10 para técnicos de segurança do trabalho (Apostila e apresentação próprias). Curso de Desenho Arquitetônico. INSTITUTO PADRE REUS. (1991). Curso de Instalações Elétricas Padrão Light 12kw. FUNCEFET, LIGHT E SEBRAE/RJ. (1997). Noções de Eletrotécnica Aplicada À Instalação Elétrica. FIRJAN - SENAI. (1999). Básico em Instalações Elétricas Prediais e Residenciais. FIRJAN - SENAI. (2000). Curso Técnico em Segurança do Trabalho Bombeiro Profissional Civil Habilitado pelo CBMERJ.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS

    prevenção e combate a incêndios

  • 2

    na sua evolução, o homem primitivo passou a utilizar o fogo como parte integrante de sua vida.
    o fogo colhido dos eventos naturais e, mais tarde, obtido intencionalmente através da fricção de pedras, foi utilizado na iluminação e aquecimento das cavernas e no cozimento da sua comida.

    introdução

  • 3

    na sua evolução, o homem primitivo passou a utilizar o fogo como parte integrante de sua vida.
    o fogo colhido dos eventos naturais e, mais tarde, obtido intencionalmente através da fricção de pedras, foi utilizado na iluminação e aquecimento das cavernas e no cozimento da sua comida.

    histórico

    no século xviii, um célebre cientista francês, antoine lawrence lavoisier, descobriu as bases científicas do fogo e seus estudos imutáveis, até os dias atuais, possibilitaram o
    surgimento de estudos avançados no campo da prevenção e combate a incêndio.

  • 4

    comitê brasileiro de segurança contra incêndio da abnt – cb24

    nr23 - prevenção e combate a incêndio – mte

    código contra incêndio e pânico do corpo de bombeiro do estado do rio de janeiro

    normatização

  • COSCIP - Código Contra Incêndio e Pânico do Corpo de Bombeiro do Estado do RJ

    coscip - código contra incêndio e pânico do corpo de bombeiro do estado do rj

    criado pelo decreto nº. 897, de 21 de setembro de 1976

    fixa os requisitos exigíveis nas edificações e no exercício de atividades, estabelecendo normas de segurança contra incêndio e pânico, no estado do rio de janeiro, levando em consideração a proteção das pessoas e dos seus bens.

    no estado do rio de janeiro, compete ao corpo de bombeiros, por meio de seu órgão próprio, estudar, analisar, planejar, exigir e fiscalizar todo o serviço de segurança contra incêndio e pânico, na forma estabelecida neste código.

    5

  • CLASSIFICAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES

    classificação das edificações

    quanto à determinação de medidas de segurança contra incêndio e pânico,as edificações serão assim classificadas:
    i - residencial
    a) privativa (unifamiliar e multifamiliar);
    b) coletiva ( pensionatos, asilos, internatos e congêneres);
    c) transitória ( hotéis, motéis e congêneres);
    ii - comercial (mercantil e escritório);
    iii - industrial;
    iv - mista (residencial e comercial);

    6

  • CLASSIFICAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES

    classificação das edificações

    iv - mista (residencial e comercial);
    v - pública (quartéis, ministérios, embaixadas, tribunais, consulados e congêneres);
    vi - escolar;
    vii - hospitalar e laboratorial;
    viii - garagem (edifícios, galpões e terminais rodoviários);
    ix - de reunião de público (cinemas, teatros, igrejas, auditórios, salões de exposição, estádios, boates, clubes, circos, centros de convenções, restaurantes e congêneres);
    x - de usos especiais diversos (depósitos de explosivos, de munições e de inflamáveis, arquivos, museus e similares).

    7

  • OUTROS CRITÉRIOS DEFINIDOS PELO (COSCIP)

    outros critérios definidos pelo (coscip)

    8

    instalação de rede de sprinkler ( chuveiros automáticos);
    definições quanto ao uso, sinalização, quantidade, localização e caracterização dos extintores de incêndio;
    parâmetros de segurança e combate a incêndio para:

    depósitos ,venda, de glp ( gás liquefeito de petróleo)
    produtos inflamáveis
    heliportos
    lojas e fabricas de artifícios
    armazém de explosivos ou munições
    dimensionamento de pára-raios
    rotas de fugas

  • NR.23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

    nr.23 - proteção contra incêndio

    9

    nr – 23 – define as medidas de prevenção e combate a incêndio a serem implementadas por todas as empresas que atuam em regime de clt;

    segundo a nr 23 – todas as empresas deverão possuir:

    proteção contra incêndio;
    saídas suficientes para a rápida retirada do pessoal em serviço,em caso de incêndio;
    equipamento suficiente para combater o fogo em seu inicio;
    pessoas com conhecimento no uso correto desses equipamentos.

    portaria 3.214/78 do mte
    normas regulamentadoras

  • NR.23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

    nr.23 - proteção contra incêndio

    10

    as portas de saída devem ser de batentes, ou portas corrediças horizontais, a critério da autoridade competente em segurança do trabalho (mte).

    as portas verticais,as de enrolar e as giratórias não serão consideradas portas de saída para emergência.

    todas as portas devem abrir no sentido de saída, situar-se de tal modo que, ao se abrirem não impeçam as vias de passagem.

    as portas de saída devem ser dispostas de maneira a serem visíveis,ficando termantemente proibido qualquer obstáculo, mesmo ocasional, que entrave o seu acesso ou a sua vista.

    nenhuma porta de entrada,ou saída, ou de emergência de um estabelecimento ou local de trabalho,deverá ser fechada a chave,aferrolhada,ou presa durante as horas de trabalho.

    em hipótese alguma, as portas de emergência deverão ser fechadas pelo lado externo, mesmo fora do horário de trabalho.

    as portas de saída de emergência serão constituídas de material que resista a chamas por um determinado período.

    escadas

  • NR.23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

    nr.23 - proteção contra incêndio

    11

    portas corta-fogo

    as escadas deverão ser providas de portas-corta fogo, fechando-se automaticamente e podendo ser abertas pelos dois lados


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS
  • COSCIP - Código Contra Incêndio e Pânico do Corpo de Bombeiro do Estado do RJ
  • CLASSIFICAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES
  • OUTROS CRITÉRIOS DEFINIDOS PELO (COSCIP)
  • NR.23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO