Curso Online de Como Administrar Empresa do Terceiro Setor
5 estrelas 2 alunos avaliaram

Curso Online de Como Administrar Empresa do Terceiro Setor

Um curso que habilita de forma prática e objetiva o participante em instrumentais e métodos práticos para desenvolvimento, transformação ...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 20 horas

De: R$ 100,00 Por: R$ 69,90
(Pagamento único)

Mais de 50 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

Um curso que habilita de forma prática e objetiva o participante em instrumentais e métodos práticos para desenvolvimento, transformação e reconstrução profissional, com foco em gestão Profissional nas organização do Terceiro Setor.

QUEM É ADAILTON RODRIGUES? Consultor, Palestrante, especialista em Gestão de Negócios. Sólidos conhecimentos em montagem Fluxo de Caixa, Budget e demonstrativo de Resultados. Sólidos conhecimentos em Custos e Formação de Preço. Sólidos conhecimentos pacote Office Formado em Administração de Empresas,Pós Graduado em Finanças, autor de trabalho em CD ROM “ Administração de Negócios para o terceiro Setor”. Permaneceu no Grupo Estácio Atuando como Diretor por 8 anos, liderando equipes e desenvolveu cursos de, reengenharia de processos, endomarketing, database marketing, comércio eletrônico. Na Econômica Consultoria Empresarial atuou como diretor de desenvolvimento de projetos para o Terceiro Setor. No Grupo Fenícia 20 anos, liderando equipes e desenvolvimento de produtos Bancários, reengenharia de processos, endomarketing, database marketing., Sendo atualmente consultor em gestão empresarial, desenvolvo minhas atividades acreditando em valores como Transparência e Verdade, Respeito Humano, Ética, Criatividade, Paixão, Responsabilidade, Dedicação e Coerência. Desenvolvo trabalho de reestruturação e recuperação de Empresas. Tenho como missão, promover o crescimento humano e a atitude pessoal transformadora, dispondo genuinamente de todo meu conhecimento e experiências pessoais para que, através da reflexão e dos desafios profissionais, pessoas possam visualizar e alcançar sua própria história de sucesso.


- Adelize De Oliveira

- Patricia Carla Guidotti

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.
  • CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

    INTRODUÇÃO Apresentação do Terceiro Setor
    MÓDULO I Constituição da Organização
    MÓDULO II Atas de reuniões da assembléia, Diretoria
    MÓDULO III O que constitui Estatuto, Modelos
    MÓDULO IV Categoria de Sócios
    MÓDULO V Estrutura Organizacional Interna
    MÓDULO VI Atribuições dos Dirigentes
    MÓDULO VII Providências para Registro Organização como Pessoa Júridica
    MÓDULO VIII Registros Obrigatórios
    MÓDULO IX Obtenção Títulos de Utilidade Publica (Federal –Estadual –Municipal)
    MÓDULO X Relações Trabalhista do Terceiro Setor
    MÓDULO XI Planejamento Anual da organização
    MÓDULO XII Modelos de Projetos Social
    MÓDULO XIII Incentivos Fiscais
    MÓDULO XIV Contratos Convênios e Parcerias
    MÓDULO XV Auxilio e Subvenções
    MÓDULO XVI Definição OSCIP

  • MÓDULO - INTRODUÇÃO

    Avançar

    O que representa o Terceiro Setor?

    Voltar

  • Para falar do Terceiro Setor como gerador de emprego, é preciso entender que ele é a oitava economia do mundo, movimentando mais de US$ 1 trilhão por ano, cerca de 8% do PIB do planeta.

    No Brasil, o terceiro setor emprega cerca de 1.3 milhão de pessoas, de acordo com os dados de uma recente pesquisa.

    O Setor movimenta algo em torno de R$ 12 bilhões anuais (cerca de 1% do PIB), reune em torno de 300 mil ONGs , elas arrecadam R$ 1,1 bilhão decorrentes de doação de 15 milhões de brasileiros, e contam em seus quadros algo em torno de 20 milhões de pessoas como voluntárias.O Brasil classifica-se com o quinto do mundo em voluntariado.

    As Organizações sem fins lucrativos devem estar aparelhadas para proceder as rotinas trabalhistas e contratar serviços de acordo com o regime jurídico adequado em cada caso – regime de emprego regido ela Consolidação das Leis do Trabalho, regime de trabalho autônomo, contrato de experiência, contratode aprendizagem, contrato de trabalho em tempo parcial.


    Fonte : Senac

    Avançar

    Voltar

  • O primeiro setor é o governo, que é responsável pelas questões sociais. O segundo setor é o privado, responsável pelas questões individuais. Com a falência do Estado, o setor privado começou a ajudar nas questões sociais, através das inúmeras instituições que compõem o chamado terceiro setor. O terceiro setor é constituído por organizações sem fins lucrativos e não governamentais, que tem como objetivo gerar serviços de caráter público.

    Os principais personagens do terceiro setor são:
    Fundações São as instituições que financiam o terceiro setor, fazendo doações às entidades beneficentes. No Brasil, temos também as fundações mistas que doam para terceiros e ao mesmo tempo executam projetos próprios.
    Temos poucas fundações no Brasil. Depois de 5 anos, o GIFE - Grupo de Instituições, Fundações e Empresas - com heróico esforço, conseguiu 66 fundações como parceiras. No entanto, muitas fundações no Brasil têm pouca atuação na área social.
    Nos Estados Unidos já existem 40.000 fundações, sendo que a 10º colocada tem 10 bilhões de dólares de patrimônio. Nossa maior fundação tem 1 bilhão.
    Fonte: http://www.filantropia.org/OqueeTerceiroSetor.htm

    Avançar

    Voltar

  • Setores Econômicos

    Governos
    1º Setor

    Empresas
    2º Setor

    Ongs
    3º Setor

    Setores Econômicos

    Avançar

    Setores Econômicos

    Voltar

    Governos
    1º Setor

    Empresas
    2º Setor

    Ongs
    3º Setor

  • Terceiro Setor

    Governos
    1º Setor

    Empresas
    2º Setor

    Ongs
    3º Setor

    Papel fundamental vender seus produtos

    Planejar as Políticas Publicas

    Não fornece bens ou serviços.

    Preocupa-se com transformação do individuo

    Terceiro Setor

    Inicio

    Voltar

    Governos
    1º Setor

    Empresas
    2º Setor

    Ongs
    3º Setor

    Papel fundamental vender seus produtos

    Planejar as Políticas Publicas

    Não fornece bens ou serviços.

    Preocupa-se com transformação do individuo

  • Avançar

    Duas ou mais pessoas que reúnem esforços ou recursos para alcançar uma finalidade comum, mediante um determinado ajuste ou um acordo, celebram, juridicamente um contrato de sociedade. Deste contrato pode surgir uma instituição, isto é, uma Empresa, uma nova pessoa, distinta da pessoa dos sócios: uma pessoa jurídica.

    Uma pessoa jurídica pode ser constituída com o objetivo de gerar lucros para os sócios. Se a atividade desenvolvida for comercial, esta entidade será uma empresa, e deverá ter o seu “contrato social” registrado na Junta Comercial. Se for uma sociedade de prestação de serviços, o seu “contrato social” será registrado no Cartório Civil de Registro de Pessoas Jurídicas.

    No entanto, com freqüência, pessoas reúnem esforços ou recursos não com a finalidade de alcançar resultados lucrativos ou financeiros para os seus sócios, mas para alcançar outros fins: lazer, cultura ou recreação, estudo ou difusão de idéias, benemerência, e tantos outros. Empresas desta natureza podem ganhar um reconhecimento jurídico ao registrarem seus estatutos (não um contrato) em um Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas. Estas Empresas sem fins lucrativos constituem-se sob a forma de associações ou fundações.

    Constituição da Organização

    Inicio

  • Avançar

    Voltar

    Tanto as fundações como as associações regem-se por estatutos registrados em cartório. Porém, as fundações caracterizam-se como um patrimônio afetado a um fim, estando submetidas à fiscalização do Ministério Público. As associações caracterizam-se por ser uma reunião de pessoas. Não precisam contar com um patrimônio prévio.

    E o que são os institutos, as ONGs (Organizações não governamentais), OSCs (organizações da sociedade civil), OSs (organizações sociais), OSIPs (organizações da sociedade civil de interesse público), etc...?

    Todas essas denominações referem-se a entidades de natureza privada (não públicas) sem fins lucrativos, que, juridicamente, ou são associações ou são fundações. Essas associações ou fundações, conforme o caso, podem pleitear a obtenção de determinados títulos ou qualificações (título de utilidade pública; qualificação como de organização da sociedade civil de interesse público, etc).

    No entanto, sob o aspecto jurídico, a característica básica da Empresa é ser associação ou fundação.

    Constituição da Organização

  • Avançar

    Voltar

    As Empresas podem elaborar um regimento interno que complemente e desça a detalhes de organização e funcionamento que não precisam constar do estatuto.

    O regimento interno não é obrigatório.

    Pode ser conveniente após um período de funcionamento da Empresa, quando o seu crescimento ou diversificação recomende uma organização mais elaborada.

    Geralmente não é recomendável quando a Empresa ainda está começando suas atividades.

    Regimento Interno

  • Regimento Interno

    Inicio

    Voltar

    Podem reservar-se para um regimento internos disposições optativas, como por exemplo:
     

    a) Frequência das reuniões ordinárias do corpo diretivo mais alto (assembléia ou diretoria);
     
    b) Previsão dos detalhes de funcionamento da Empresa, horário e organização, sempre de conformidade com os estatutos;
     
    c) Faculdade de aumentar ou diminuir o número de diretores, dentro dos limites fixados no estatuto;
     
    d) Faculdade de criar ou eliminar cargos dentro da organização;
     
    e) Responsabilidade específicas de funcionários e diretores, como por exemplo deveres de lealdade, diligência e reserva de informação (os funcionários e diretores devem comportar-se lealmente com a organização, cumprir suas responsabilidades com esmero e diligência e manter a reserva de informações privadas da organização), etc.

  • Avançar

    A Organização adquire personalidade jurídica quando registrada no Cartório Civil de Registro de Pessoas Jurídicas .

    Os documentos que devem ser apresentados para conseguir o registro são:

    a) Ata de constituição: relata a reunião dos sócios fundadores que propõem a constituição da
    associação.
    Essa ata deverá estar assinada por todos os sócios fundadores;

    b) Estatuto social:(duas vias) assinados pelo Presidente da Associação e vistados por um
    advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Estado onde estará sediada a entidade: as
    assinaturas deverão reconhecer-se;

    PROVIDÊNCIAS PARA REGISTRO JUNTO AO
    CARTÓRIO COMO PESSOA JURÍDICA

    Inicio


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 69,90
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • UTILIDADE PÚBLICA FEDERAL
  • REQUISITOS BÁSICOS - UTILIDADE PÚBLICA FEDERAL
  • Órgão À Contatar
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO
  • BENEFÍCIOS
  • OBSERVAÇÕES
  • UTILIDADE PÚBLICA ESTADUAL
  • REQUISITOS BÁSICOS - UTILIDADE PÚBLICA ESTADUAL
  • Órgão Estadual à Contatar
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO
  • BENEFÍCIOS
  • OBSERVAÇÕES
  • UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL
  • REQUISITOS BÁSICOS - UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL
  • Órgão À Contatar
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO
  • BENEFÍCIOS
  • OBSERVAÇÕES
  • REGISTRO NO CNAS – E CERTIFICADO DE ENTIDADE DE FINS FILANTRÓPICOS
  • REQUISITOS BÁSICOS - UTILIDADE PÚBLICA CNAS
  • ÓRGÃO FEDERAL À CONTATAR
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR PEDIDO
  • REQUISITOS - Certificado de Filantrópica
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO DE CEFF
  • OBSERVAÇÕES
  • Benefícios
  • QUALIFICAÇÃO COMO OSCIP – Organizaçao da Sociedade Cívil de Interesse Público
  • REQUISITOS BÁSICOS – QUALIFICAÇÃO OSCIP
  • ORGÃO À CONTATAR
  • DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTUIR O PEDIDO
  • BENEFÍCIOS
  • OBSERVAÇÕES
  • MODELOS DE REQUERIMENTOS
  • Planejamento Anual Da Organização
  • Obrigações Legais Anuais Da Organização
  • ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - AGO
  • PLANEJAMENTO ANUAL
  • RELATÓRIOS DE ATIVIDADES
  • Manutenção de Títulos
  • UTILIDADE PÚBLICA FEDERAL - UPF
  • UTILIDADE PÚBLICA ESTADUAL - UPE
  • UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL - UPM
  • CERTIFICADOS DE ENTIDADES DE FINS FILANTRÓPICOS
  • Manutenção de Outros Benefícios
  • ISENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA
  • ISENÇÃO DA COTA PATRONAL
  • INTRODUÇÃO
  • SUBVENÇÕES SOCIAIS
  • REQUISITOS BÁSICOS PARA OBTENÇÃO -SUBVENÇÕES SOCIAIS
  • AUXÍLIOS
  • REQUISITOS BÁSICOS PARA OBTENÇÃO -AUXÍLIOS