Curso Online de SINDROMA DE BURNOUT

Curso Online de SINDROMA DE BURNOUT

Este curso trata das causas e das consequências do síndrome de Burnout

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 5 horas

Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

Este curso trata das causas e das consequências do síndrome de Burnout

EUROPA LEARNING é um programa especializado em ensino à distância. Apresentamos cursos em todas as areas, criados a pensar em voce. Investimos não só na qualidade de nosso material didático, como também em novos meios para difundir conceitos e técnicas de forma eficiente para todos alunos. Por isso hoje este projeto orgulhosamente traz ao Brasil cursos de primeira linha criando novas tendências de mercado quando o assunto é e-learning



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Burnout

    Burnout

  • 2

  • Conceito de Burnout

    O stresse pode ser positivo, mas o burnout é sempre negativo

    Frustração do sujeito pelo não alcance dos resultados para os quais se empenhou (Freudenberger, 1974)

    3

    Conceito de Burnout

  • Sentimento do sujeito de que dá muito mais do que aquilo que recebe (Farber, 1999)

    O sujeito percepciona incapacidade para fazer face às exigências, mas empenha-se ainda mais, o que pode provocar exaustão emocional, despersonalização e falta de realização pessoal (Maslach & Jackson, 1981)

  • Modelo explicativo do esgotamento (burnout)

    Exaustão física
    (fadiga, ausência de energia)

    Exaustão emocional
    (depressão, desespero)

    Exaustão atitudinal
    (cinismo, percepção negativa
    dos outros)

    Stressores pessoais
    (elevada ambição)

    Stressores
    organizacionais
    (sobrecarga de trabalho)

    Sentimentos de fraca
    realização pessoal

    Reacções atitudinais e comportamentais
    (baixo desempenho, perturbações no sono, conflitos relacionais)

    Esgotamento

    (Pina e Cunha e col., 2006)

    Modelo explicativo do esgotamento (burnout)

  • Factores intrínsecos a cada profissão

    Professores
    Psicólogos Médicos Enfermeiros Assistentes sociais

    Factores intrínsecos a cada profissão

    8

  • Dados estatísticos apresentados no Guia de Stress Ocupacional da comissão europeia (1999; cit. em Pina e Cunha e col., 2006)

    Mais de metade dos trabalhadores da U.E. afirmam trabalhar a um
    ritmo muito elevado e com prazos muito reduzidos;

    Mais de um terço não exerce qualquer influência na sequência das tarefas que lhe são confinadas;

    Dados estatísticos apresentados no Guia de Stress Ocupacional da comissão europeia (1999; cit. em Pina e Cunha e col., 2006)

    9

  • Mais de um quarto não tem influência no seu ritmo de trabalho; Cerca de metade afirmam executar tarefas monótonas e repetitivas; 13% queixam-se de dores de cabeça, 20% de fadiga e 28% de stress;

    Estima-se em 20 mil milhões de euros anuais os custos causados pelo
    stress no trabalho.

  • Definição de stress ocupacional

    Definição de stress ocupacional

    “Padrão de reacções emocionais, cognitivas, comportamentais e psicológicas a aspectos adversos e nocivos relacionados com o conteúdo, a organização e o ambiente de trabalho. (…) O stresse é causado pelo desajustamento entre nós e o nosso trabalho, pelos conflitos entre os nossos papéis relacionados com o trabalho e outros papéis que lhe são exteriores, e pela ausência de um razoável grau de controlo sobre o nosso próprio trabalho e a nossa vida.”

    11

    Guia de Stresse Ocupacional da Comissão Europeia
    (1999; cit. em Pina e Cunha e col., 2006)

  • Definição de stress ocupacional (década de 70)

    O stress ocupacional ou das profissões é entendido como um desajuste entre as exigências da profissão e as competênicas do indivíduo.
    (French et al., 1974; Kyriacou & Sutclife, 1979; Karasek et al., 1981, Cooper, 1988).

    A Organização Internacional do Trabalho (OIT) considerou em 1981, a profissão docente com uma profissão de risco físico e mental.

    Definição de stress ocupacional (década de 70)

    12

  • Principais fontes de stress ocupacional (Cooper, 1988, Travers & Cooper, 1993)

    Stress intrínseco ao trabalho (condições e características do trabalho).

    Papel organizacional

    Relações interpessoais

    Carreira profissional

    Estrutura e clima organizacional

    Relação entre o trabalho
    e a família

    Principais fontes de stress ocupacional (Cooper, 1988, Travers & Cooper, 1993)

    13


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...
Autorizo o recebimento de novidades e promoções no meu email.

  • Burnout
  • Conceito de Burnout
  • Modelo explicativo do esgotamento (burnout)
  • Factores intrínsecos a cada profissão
  • Dados estatísticos apresentados no Guia de Stress Ocupacional da comissão europeia (1999; cit. em Pina e Cunha e col., 2006)
  • Definição de stress ocupacional
  • Definição de stress ocupacional (década de 70)
  • Principais fontes de stress ocupacional (Cooper, 1988, Travers & Cooper, 1993)
  • Maslach Burnout Inventory (MBI) (Maslach, Jackson & Leiter, 1996)
  • Principais Desencadeadores
  • Acontecimentos traumáticos Situações de perigo extremo que não fazem parte habitual do quotidiano: guerras, desastres naturais, acidentes de viação, violação, homicídio, assaltos violentos, maus tratos...
  • Mudança de emprego Problemas financeiros Grande hipoteca ou empréstimo Saída de filho de casa Mudança escola Férias Natal
  • Factores gerais
  • Factores pessoais
  • Perfil do indivíduo vulnerável
  • Consequências
  • 1. Consumo de Tabaco
  • 2. Consumo de álcool
  • 3. Efeitos paradoxais na alimentação
  • 4. Comportamento s que aumentam a probabilidade de adoecer ou ferir-se
  • Respostas induzida pelo stress
  • Sintomas físicos
  • Sintomas cognitivos
  • Modificações comportamentais
  • Sinais emocionais
  • O stress faz parte do dia-a-dia
  • Há 7 acções principais que ajudam a eliminar os efeitos negativos