Curso Online de Perito Criminal
4 estrelas 0 alunos avaliaram

Curso Online de Perito Criminal

O que é ser um perito criminal? O perito criminal é um servidor público, a serviço da justiça, que realiza a análise crítica e científica...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 8 horas

Por: R$ 30,00
(Pagamento único)

Certificado digital Com certificado digital incluído

O que é ser um perito criminal?
O perito criminal é um servidor público, a serviço da justiça, que realiza a análise crítica e científica dos locais onde ocorreram crimes. O perito é responsável por localizar as provas técnicas, e analisar os vestígios do delito. As provas técnicas são muito importantes em um processo, não sendo descartadas mesmo quando o réu é confesso. Esse profissional, após a localização das provas, estuda o corpo do objeto, realiza exames laboratoriais específicos, analisa todas as informações das quais dispõe e reconstitui a cena do crime, na tentativa de desvendar os autores, as armas utilizadas, o modo como foi realizado e até as vítimas. O profissional de perícia é selecionado mediante concurso público, e pode participar de operações isoladas e da perícia de pequenos delitos, ou de operações específicas juntamente com outros departamentos da justiça.
Quais as características necessárias para ser um perito criminal?
Para ser um perito criminal é necessário que o profissional se interesse por desvendar mistérios, e acima de tudo, que tenha uma certa frieza, pois seu trabalho está sempre ligado a cenas fortes de crimes diversos.

E-mail: blodrom_biologo@yahoo.com.br blodrom_biologo@hotmail.com Wilker Blodrom Rodrigues Nunes Empresa: REYDROGAS Cargo: Aux. expedição Período: 05/05/2003 ate 31/11/2003 Empresa: Átra Unibanco. Cargo: Operador de Telemarketing (Ativo) Período: 05/03/2004 ate 15/11/2004 Empresa: C.T.C Cooperativa de Transporte Coletivo Cargo: Apontador Período: 05/01/2004 ate 20/12/2004 EXPERIÊNCIA Empresa: H.U.G.O Hospital De Urgência De Goiânia. Cargo: Condutor De Maca Período: 24/12/2004 ate 30/12/2007 Empresa: Sociedade Cidadão 2000 Cargo: Educador Social Período: 08/10/2007 ate 11/06/2008 Empresa: AMMA- Agência Municipal Do Meio Ambiente Cargo: Estagiário De Biólogo Período: 21/04/2008 ate 21/04/2009 Empresa: Colégio Estadual Santa Luzia Cargo: Professor de Biologia Período: 01/08/2009 ate 24/02/2011 Empresa: COEPS- Colégio Evangélico Principio da Sabedoria Cargo: Professor de Biologia e Ciências Período: 01/02/2011 FORMAÇÃO INFORMÁTICA CURSOS EXTRA CURRICULARES Graduado em Ciências Biológicas Licenciatura. Faculdade Araguaia. Av. T10 Nº 1047 Setor Bueno. Telefone: (62) 3274-3161 Site: www.faculdadearaguaia.edu.br Informática Básica, Word, Excel, Internet, Digitação, Crowe Drew, Apresentação Em Powerpoint. Identificação e Manejo De Serpentes-Faculdade Araguaia. Período: 28 A 29 De Abril De 2006, 12 Horas/Aula. Educação Ambiental ? IBAMA. Período: Março e Junho de 2006, 48 Horas/Aula Curso Básico em Libras-Faculdade Araguaia. Período: 23 a 31 De Julho De 2007, 36 Horas/Aula. Curso de Diagnóstico Molecular, Taxidermia e Oficina de Paleontologia ? Faculdade Araguaia. Período: 07 A 12 de Maio de 2007, 20 Horas/Aula. Monitor de Microbiologia-Faculdade Araguaia. Período: Segundo Semestre de 2007. 51 Horas/Aula Curso de Biologia e Evolução da Sociedade em Insetos ? Faculdade Araguaia. Período: 09 a 10 de Outubro de 2008. 4 Horas/Aula. Curso de Toxicologia ? Faculdade Araguaia. Período: 09 a 10 de Outubro de 2008. 6 Horas/Aula. Métodos e Técnicas de Pesquisa- CIEE. Período 09 de abril de 2009, 3 Horas/Aulas Produção de Texto e Redação Empresarial- CIEE. Período: 19 de abril de 2009, 12 Horas/Aulas Tecnologia da Informação e Comunicação- SENAI. Período: 10 de março de 2009, 14 Horas/ Aulas. Segurança no Trabalho- SENAI. Período: 17 de março de 2009, 14 Horas/Aulas. Introdução a Projeto- Ciee. 19 de abril de 2009, 3Horas/Aulas. Métodos de Amostragem da Mastofauna- Faculdade Araguaia. Período: 26 de maio de 2009, 4 Horas/aula. Ecologia de Riachos-Faculdade Araguaia. Período: 29 de Maio de 2009, 4 Horas/Aula. Técnicas de Vendas- SENAI. Período 15 a 30 de março de 2012, 25 Horas/ Aulas.



  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
  • Perito Criminal

    Perito Criminal

    Profº. Wilker Blodrom

  • Modulo 1
    Perito criminal
    Quais as características necessárias para ser um perito criminal?
    Qual a formação necessária para ser um perito criminal?
    Principais atividades
    Áreas de atuação e especialidades
    Mercado de trabalho
    Características Processuais dos Peritos
    Atribuições Legais
    Armamento Utilizado
    Remuneração
    O Perito Criminal Federal
    Atribuições do perito criminal federal
    Graduações exigidas para atuar como perito criminal federal
    INTRODUÇÃO À PERÍCIA CRIMINAL

  • Perito criminal

    Perito criminal

    O perito criminal é um servidor público, a serviço da justiça, que realiza a análise crítica e científica dos locais onde ocorreram crimes. O perito é responsável por localizar as provas técnicas, e analisar os vestígios do delito. As provas técnicas são muito importantes em um processo, não sendo descartadas mesmo quando o réu é confesso. Esse profissional, após a localização das provas, estuda o corpo do objeto, realiza exames laboratoriais específicos, analisa todas as informações das quais dispõe e reconstitui a cena do crime, na tentativa de desvendar os autores, as armas utilizadas, o modo como foi realizado e até as vítimas. O profissional de perícia é selecionado mediante concurso público, e pode participar de operações isoladas e da perícia de pequenos delitos, ou de operações específicas juntamente com outros departamentos da justiça.

  • Quais as características necessárias para ser um perito criminal?

    Quais as características necessárias para ser um perito criminal?

    Para ser um perito criminal é necessário que o profissional se interesse por desvendar mistérios, e acima de tudo, que tenha uma certa frieza, pois seu trabalho está sempre ligado a cenas fortes de crimes diversos. Outras características interessantes são:
    responsabilidade
    capacidade de observação
    raciocínio rápido
    capacidade de concentração
    visão realista
    capacidade de interligar fatos e motivos
    metodologia
    sinceridade
    curiosidade
    imparcialidade

  • Qual a formação necessária para ser um perito criminal?

    Qual a formação necessária para ser um perito criminal?

    Por ser um profissional selecionado através de concurso público, as exigências de formação são informadas quando o edital do concurso é publicado. O cargo é de nível superior, ou seja, o profissional que esteja interessado em prestar o concurso precisa ter diploma de graduação em algum curso (não há especificidade de graduação). Após a aprovação no concurso público os candidatos passam por um curso de especialização de aproximadamente oito meses, onde estudam criminologia, balística, acidentes de trânsito, lingüística, análises de DNA, perícias de informática, áudio e vídeo, entre outras disciplinas.

  • Principais atividades

    Principais atividades

    chegar ao local do crime rapidamente, depois de chamado, para que provas e evidências não se percam ou sejam mal manuseadas por pessoas não especializadas
    analisar minuciosamente a cena do crime, localizando todas as evidências e possíveis provas técnicas
    no caso de vítimas fatais, o perito analisa os machucados e lesões, conseguindo assim distinguir o objeto utilizado para ferir a vítima e dados importantes como, de que lado veio o golpe, quantas pessoas agrediram, ou até mesmo se o agressor é destro ou canhoto
    analisar o corpo das provas
    mandar realizar análises laboratoriais mais específicas
    analisar o resultado das análises laboratoriais e elaborar uma linha de investigação
    trabalhar em conjunto com outros peritos e profissionais da área, evoluindo a investigação na tentativa de solucionar o crime
    se possível desvendar os autores do crime, as armas, os métodos utilizados, as vítimas, etc
    elaborar um laudo pericial que será entregue aos órgãos competentes que será anexado ao processo

  • Áreas de atuação e especialidades

    Áreas de atuação e especialidades

    Os peritos criminais trabalham em todo o tipo de crime que deixe vestígios. Seu papel é investigar a partir destes vestígios e encontrar relações com o delito, a fim de descobrir como o mesmo ocorreu. Os peritos podem trabalhar em pequenos delitos, em operações isoladas, ou em conjunto com outros departamentos e especialidades da justiça. O perito, ao chegar no local do crime, geralmente é acompanhado de um papiloszcopista (profissional especializado em impressões digitais), um fotógrafo e policiais. O trabalho desse profissional é de tamanha importância nos processos, que, mesmo quando o réu confessa a autoria do crime, as provas técnicas e a análise pericial não podem ser dispensadas.

  • Mercado de trabalho

    Mercado de trabalho

    O mercado de trabalho para o perito criminal depende basicamente da abertura de concursos públicos para o cargo. Ultimamente, a procura por esses concursos tem aumentado, fato que, por sua vez, aumenta a concorrência e o grau de dificuldade da seleção. Segundo muitos especialistas da área, o problema não é a falta de profissionais e sim o grande número de crimes, o que faz com que o sistema de perícias nunca seja grande o bastante para atender toda a demanda.

  • Características Processuais dos Peritos

    Características Processuais dos Peritos

    São órgãos estáticos, à semelhança dos Juízes;
    São órgãos dotados de formação universitária plena;
    São órgãos vinculados a entidades de classe (CRQ, CRF, CRFa, CREAA, CRP, CRM,CRBIO), ao contrário dos Juízes que não estão filiados à OAB;
    Transformam-se em órgãos dinâmicos, quando regularmente requisitados por autoridade competente (policial, policial militar, judiciária penal, judiciária militar), como os Juízes, ao receberem a denúncia ou a queixa.

  • Atribuições Legais

    Atribuições Legais

    São atribuições legais dos Peritos Criminais:
    Supervisionar, coordenar, controlar, orientar e executar perícias criminais em geral;
    Planejar, dirigir e coordenar as atividades científicas;
    Fornecer elementos esclarecedores para a instrução de inquéritos policiais e processos criminais;
    Promover o trabalho especializado de investigação e pesquisa policial;
    Executar atividades técnico-científicas de nível superior de análises e pesquisas na área forense;
    Proceder a levantamentos topográficos e fotográficos e a exames periciais, laboratoriais, Odonto-legais, químico-legais e micro balístico;
    Emitir parecer sobre trabalhos criminalísticos;
    Produzir laudos periciais;
    Elaborar estudos estatísticos dos crimes em relação à criminalística;
    Praticar atos necessários aos procedimentos das perícias policiais criminais;
    Executar as atividades de identificação humana, relevantes para os procedimentos pré-processuais judiciais;
    Desempenhar atividades periciais relacionadas às atribuições legalmente reservadas às classes profissionais a que pertencem.

  • Armamento Utilizado

    Armamento Utilizado

    Os Peritos Criminais, bem como os demais policiais da área científica, diferem da maioria dos policiais civis e militares pelo fato de não praticarem atos de policiamento ostensivo ou preventivo especializado. Sendo a atividade das Polícias Científicas (e dos Departamentos Técnico-Científicos das Polícias Civis) de natureza estritamente pericial, é praticamente nula a existência de armamento pesado (como fuzis e submetralhadoras) em posse de Peritos Criminais e policiais técnico-científicos.

    Ainda assim, como se trata de cargos de natureza policial, sujeitos a trabalhos em locais de crime de variada periculosidade e com deslocamento feito em viaturas devidamente caracterizadas, a maioria dos Peritos está dotada de pistolas, revólveres e espingardas.

    As principais armas de fogo utilizadas pelos Peritos Criminais dos estados são as pistolas Taurus nacional, de calibre. 40 S&W dos modelos: Taurus PT 100, Taurus PT 940, Taurus PT 640, Taurus PT 24/7, enquanto os Peritos Criminais Federais adotam como padrão a pistola Glock austríaca, de calibre 9 mm Luger, nos modelos G17, G19 e G26.


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 30,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • Perito Criminal
  • Perito criminal
  • Quais as características necessárias para ser um perito criminal?
  • Qual a formação necessária para ser um perito criminal?
  • Principais atividades
  • Áreas de atuação e especialidades
  • Mercado de trabalho
  • Características Processuais dos Peritos
  • Atribuições Legais
  • Armamento Utilizado
  • Remuneração
  • O Perito Criminal Federal
  • Atribuições do perito criminal federal
  • Graduações exigidas para atuar como perito criminal federal:
  • INTRODUÇÃO À PERÍCIA CRIMINAL
  • Histórico da perícia criminal
  • Histórico da perícia criminal no Brasil
  • Código de Processo Criminal de 1832
  • LEI N. 2033 - DE 20 DE SETEMBRO DE 1871 Altera diferentes disposições da Legislação Judiciária
  • Tipos de identificação
  • Investigação pericial nos locais do crime
  • Tipos de vestígios nos locais do crime
  • Evidência
  • Idoneidade do vestígio no contexto do exame do local de crime
  • Importância do vestígio
  • A requisição da perícia
  • A equipe de perícia que vai atender o exame
  • Na chegada ao local dos exames
  • Antes de começar os exames
  • O exame propriamente dito
  • Vestígio verdadeiro
  • Vestígio ilusório
  • Identificação cuidadosa dos vestígios visando garantir a certeza do objeto identificado
  • Encaminhamentos
  • Local
  • Local idôneo e inidôneo
  • Coleta de vestígios nos locais do crime
  • Transporte, armazenamento e apresentação da evidência material ao laboratório
  • Resumo
  • Referências: