Curso Online de A Fisioterapia no sistema de saúde brasileiro
5 estrelas 3 alunos avaliaram

Curso Online de A Fisioterapia no sistema de saúde brasileiro

O novo perfil epidemiológico e a nova lógica de organização do sistema de saúde sugerem a reestruturação das práticas profissionais e a r...

Continue lendo

Autor(a):

Carga horária: 30 horas

De: R$ 40,00 Por: R$ 23,00
(Pagamento único)

Mais de 100 alunos matriculados no curso.

Certificado digital Com certificado digital incluído

O novo perfil epidemiológico e a nova lógica de organização do sistema de saúde sugerem a reestruturação das práticas profissionais e a redefinição do campo de atuação do fisioterapeuta. Neste sentido, este curso terá como objetivo ampliar a atuação profissional no que tange a participação do fisioterapeuta no Sistema Único de Saúde (SUS) e a busca dos objetivos da universalidade, integralidade e equidade, que têm suscitado diversas elaborações e proposições referentes aos modelos assistenciais hoje adotados, à lógica de financiamento e às práticas profissionais.

No curso será discutida a reorientação do campo de atuação profissional da fisioterapia e as suas novas possibilidades de atuação no SUS até, por fim, apresentar algumas possibilidades de atuação do fisioterapeuta na atenção básica e no âmbito coletivo. Desta forma o profissional de fisioterapia estará devidamente habilitado para a atuação em outros níveis, como na atenção básica e em ambiente comunitário.

Conceito de Saúde;
Sistema Único de Saúde (SUS);
As redes de Atenção;
Histórico da Fisioterapia no Mundo e no Brasil;
Atuação da Fisioterapia na Atenção Básica e no SUS;
Objeto de Ação do Fisioterapeuta;
Sistema de Saúde Privado
Saúde Suplementar
Particular
Papel do Fisioterapeuta na Equipe Interdisciplinar

Graduado em Fisioterapia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), com experiência e vasta formação complementar nas temáticas da assistência e gestão em saúde, além de publicações em revistas científicas sobre o tema. Graduando do Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) e Pós-Graduando em MBA em Auditoria em Saúde pelo Centro Universitário Internacional. Fisioterapeuta concursado do município de Tavares, atuando no Pronto Atendimento Doutor Gilberto Motta Braga, e no município de Caraá (contratado até novembro/2016), onde sou responsável pelo Polo do Programa Academia da Saúde e realizo atendimentos individuais, domiciliares e atividades em grupo. Fui servidor no município de Osório, atuando junto ao Programa de Atendimento Domiciliar de Fisioterapia, pioneiro na região. Atuei como estagiário de Fisioterapia junto ao Núcleo de Apoio a Saúde da Família, em Sapucaia do Sul-RS, no serviço público de reabilitação de Imbé-RS, e na Santa Casa de Porto Alegre, Hospitais Santa Clara e São Francisco, nas áreas de medicina interna, cardiologia e terapia intensiva.


- Aldson Lauriano Lazaro

- Rafaela Alves Da Silva

- Lindinalva Norega Da Silva

  • Aqui você não precisa esperar o prazo de compensação do pagamento para começar a aprender. Inicie agora mesmo e pague depois.
  • O curso é todo feito pela Internet. Assim você pode acessar de qualquer lugar, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Se não gostar do curso você tem 7 dias para solicitar (através da pagina de contato) o cancelamento ou a devolução do valor investido.*
  • Adquira certificado ou apostila impressos e receba em casa. Os certificados são impressos em papel de gramatura diferente e com marca d'água.**
* Desde que tenha acessado a no máximo 50% do material.
** Material opcional, vendido separadamente.

Modelo de certificados (imagem ilustrativa):

Frente do certificado Frente
Verso do certificado Verso
  • A FISIOTERAPIA NO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO

    A FISIOTERAPIA NO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO

  • Desenvolvimento das políticas de saúde no Brasil

    Desenvolvimento das políticas de saúde no Brasil

    República Velha (1889 -1930)
    “Era Vargas” (1930 – 1964)
    Autoritarismo (1964 – 1984)
    “Nova república” (1985 – 1988)
    Pós-Constituinte (1989 – 2002)

  • Aspectos Históricos – Era Pré SUS

    Aspectos Históricos – Era Pré SUS

    1986 - 8° Conferência Nacional de Saúde:

    “...saúde é a resultante das condições de alimentação, habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade, acesso e posse da terra e o acesso a serviços de saúde. É assim, antes de tudo, o resultado das formas de organização social da produção, as quais podem gerar grandes desigualdades nos níveis de vida...”

  • Lei 8.080
    A organização e a gestão;
    As competências e atribuições das 3 esferas de governo
    Funcionamento e participação complementar do setor privado
    Política de recursos humanos
    Recursos financeiros, planejamento e orçamentos

    Lei 8.142
    Define a participação social
    Transferências intergovernamentais de recursos de financiamento

    A “Lei Orgânica da Saúde é formada pelas Leis 8.080
    e 8.142

  • Objetivos do SUS – Definidos na lei 8.080

    Objetivos do SUS – Definidos na lei 8.080

    Identificação e divulgação dos fatores condicionantes e determinantes da saúde
    Formulação de política de saúde destinada a promover, nos campos econômico e social, o acesso universal e igualitário
    Assistência às pessoas por intermédio de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde, com a realização integrada das ações assistenciais e preventivas;

    Lei 8080 no Art. 5º

  • Direito à Saúde

    Direito à Saúde

    1. Garantia de qualidade de vida: políticas sociais e econômicas que evitem agravos à saúde – Estado, sociedade e cidadão

    2. Garantia de acesso a serviços de saúde: promoção, proteção e recuperação – SUS

    SUS: sistema federativo de responsabilidade de todos os entes federativos fundado em três diretrizes constitucionais:

    Integralidade da assistência
    Único e descentralizado
    Participação da comunidade

  • 1. COMPETÊNCIA TRILATERAL: União, Estados e Município são responsáveis pela saúde pública.

    2. FINANCIAMENTO TRILATERAL E VINCULAÇÃO DE RECEITAS: EC 29, de 2000.

    3. TRANSFERÊNCIAS INTERFEDERATIVAS DE RECURSOS POR CRITÉRIOS QUE NÃO OS CONVENIAIS :
    recursos transferidos obrigatoriamente entre entes federativos (art. 30, VII, da CF; Lei 8.080; Lei 8.142; EC 29, 2000).

  • Fatos político-institucionais

    Fatos político-institucionais

    Criação da ANVISA
    Implantação do SIOPS
    Cartão SUS
    Implementação do Programa de Interiorização do Trabalho em Saúde
    Atualização da relação nacional de medicamentos essenciais
    Aprovação da Lei dos Medicamentos Genéricos
    Emenda Constitucional (EC-29)

  • 4. REDES INTERFEDERATIVAS
    Organização do sus em redes regionalizadas e hierarquizadas de saúde

    5. GESTÃO COMPARTILHADA:
    Entes federativos autônomos e interdependentes na gestão da saúde; políticas públicas decorrentes de articulação federativa)

    6. PLANEJAMENTO INTEGRADO: planejamento integrado entre entes federativos. Critérios locais, regionais e estaduais.

    A ORDEM JURÍDICO-ADMINISTRATIVAS DO SUS

  • Síntese das características das políticas de saúde do Brasil

    Síntese das características das políticas de saúde do Brasil

    Incorporação lenta e gradual da população brasileira ao sistema de serviços de saúde
    Participação ambivalente do Estado no financiamento, distribuição, prestação e regulação dos serviços de saúde
    Fragmentação institucional entre a assistência médico-hospitalar, a saúde pública e a saúde ocupacional

  • Síntese

    Síntese

    O SUS democrático: desenhado pela reforma sanitária
    O SUS formal : juridicamente estabelecido pela Constituição, leis, decretos, etc
    O SUS real: refém dos desígnios da “área econômica”, do clientelismo e da inércia burocrática que favorece o mercado para o seguro-saúde
    O SUS para pobres: centrado numa medicina simplificada para gente simples,focalização


Matricule-se agora mesmo Preenchendo os campos abaixo
R$ 23,00
Pagamento único
Processando... Processando...aguarde...

Desejo receber novidades e promoções no meu e-mail:


  • A FISIOTERAPIA NO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO
  • Desenvolvimento das políticas de saúde no Brasil
  • Aspectos Históricos – Era Pré SUS
  • Objetivos do SUS – Definidos na lei 8.080
  • Direito à Saúde
  • Fatos político-institucionais
  • Síntese das características das políticas de saúde do Brasil
  • Síntese
  • SUS: AVANÇOS E DESAFIOS
  • OS DESAFIOS DO SUS
  • O DESAFIO SEMINAL
  • SISTEMA SEGMENTADO NO BRASIL
  • O DESAFIO ECONÔMICO
  • GASTOS SANITÁRIOS NO BRASIL - 2004
  • O DESAFIO DA EQÜIDADE
  • UMA POLÍTICA DE EQÜIDADE PARA O SUS
  • O DESAFIO DEMOGRÁFICO
  • O DESAFIO EPIDEMIOLÓGICO
  • O DESAFIO DO MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE
  • O DESAFIO DA GESTÃO
  • O DESAFIO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
  • O PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E A MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL
  • AS INTERNAÇÕES POR CONDIÇÕES SENSÍVEIS À ATENÇÃO AMBULATORIAL – SUS 2001
  • AS ESTRATÉGIAS PARA A MELHORIA DO PSF NO SUS
  • O DESAFIO DA ATENÇÃO HOSPITALAR
  • AS ESTRATÉGIAS PARA A MELHORIA DA ATENÇÃO HOSPITALAR NO SUS
  • O DESAFIO DO APÓIO DIAGNÓSTICO SUS 2004
  • O DESAFIO DO MODELO DE DESCENTRALIZAÇÃO
  • O MODELO DA MUNICIPALIZAÇÃO AUTÁRQUICA
  • O MODELO DA REGIONALIZAÇÃO COOPERATIVA
  • O DESAFIO POLÍTICO
  • Redes de Atenção à Saúde???
  • Problemas complexos...
  • Repostas complexas...
  • Roteiro da Aula
  • 1- Marco Histórico das RAS
  • Relatório Dawson - 1920
  • 2- Situação de Saúde no Brasil
  • Transição Demográfica
  • Transição Epidemiológica
  • 3- Conceito e Organização das RAS
  • Conceito
  • Características Principais
  • Características RAS MS
  • Organização das RAS
  • Organização das RAS - Elementos
  • Atenção Primária à Saúde
  • Atenção Sec./Média Complexidade
  • Atenção Terc./Alta Complexidade
  • Sistemas Logísticos e de Apoio
  • Sistema de Governança
  • MLA – Condições Agudas
  • MLA: MACC - Condições crônicas
  • 4- RAS no SUS
  • Histórico
  • Contexto
  • RAS no RGS
  • 5- RAS na SB do SUS
  • Organização das RAS - Elementos
  • População
  • Estrutura Operacional RASB
  • Modelo Lógico de Atenção
  • 6- Perspectivas Futuras
  • Consolidação das RAS!!!
  • História E FUNDAMENTOS de Fisioterapia
  • FISIOTERAPIA
  • FISIOTERAPEUTA
  • ONDE ATUA?
  • ÁREAS DE ATUAÇÃO
  • Fisioterapia hospitalar
  • Traumato-Ortopedia
  • Neurologia
  • Cardiopneumofuncional
  • Dermatofuncional
  • Fisioterapia do trabalho
  • Buco maxilo facial
  • Uroginecologia e obstetricia
  • Geriatria e gerontologia
  • Traumato-ortopedia e desportiva
  • Fisioterapia veterinária
  • RESOLUÇÃO nº 232, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2002:Dispõe sobre o Símbolo Oficial da Fisioterapia e dá outras providências.
  • O SÍMBOLO
  • Duas serpentes verdes entrelaçadas:
  • Raio
  • Camafeu
  • Definição de Fisioterapia
  • Fisioterapia
  • Fisioterapeuta
  • Áreas de atuação
  • FISIOTERAPIA CLÍNICA
  • 1.2 - Atribuições Específicas
  • 1.2.1 - Hospitais, Clínicas e Ambulatórios
  • 1.2.2 - Em Consultórios
  • 1.2.3 - Centros de Recuperação Bio-Psico-Social (Reabilitação)
  • SAÚDE COLETIVA
  • 2.2 - Atribuições Específicas   2.2.1 - Programas Institucionais
  • 2.2.2 - Ações Básicas de Saúde
  • 2.2.3 - Fisioterapia do Trabalho
  • 2.2.4 - Vigilância Sanitária
  • EDUCAÇÃO  
  • OUTRAS  
  • 4.2 - Esporte
  • EXIGÊNCIAS LEGAIS  
  • 5.2 - Registro Profissional
  • A HISTÓRIA DA FISIOTERAPIA
  • INTRODUÇÃO:
  • Histórico: 04 fases distintas
  • PRÉ-HISTÓRIA?
  • ANTIGUIDADE
  • “Antigüidade”: 4.000 a C. a 395 d C.
  • Registros da Antigüidade:
  • Antiguidade:
  • Antiguidade
  • ONG - Ti, imperador chinês (2698 A C) ? ginástica curativa com exercícios respiratórios para evitar a obstrução de órgãos.
  • IDADE MÉDIA
  • Idade Média: séculos IV ao XV.
  • Idade média:
  • Idade Média:
  • RENASCIMENTO
  • O corpo é finalmente desnudado...
  • Renascimento: séculos XV e XVI
  • Renascimento:
  • Renascimento
  • Renascimento:
  • Revolução Industrial: séculos XVIII e XIX.
  • Revolução Industrial:
  • Início do século XX:
  • Final do século XX:
  • A Fisioterapia no Brasil:
  • Prevalência do uso de serviços de fisioterapia
  • O fisioterapeuta na Saúde Pública no Brasil
  • Fisioterapia
  • Saúde pública
  • Atenção na Saúde
  • Conceitos atuais
  • O fisioterapeuta na Saúde Pública no Brasil
  • Teoria x Prática
  • Fisioterapia no PSF
  • Referências Bibliográficas
  • Saúde Suplementar
  • Histórico do mercado...
  • Sistema Privado de Saúde
  • Ferramenta Fundamental
  • Plano de Negócio
  • Planejamento Estratégico (resumo)
  • Planejamento de Marketing
  • Planejamento Financeiro
  • Por isso...necessidade de:
  • Papel do Fisioterapeuta na Equipe Interdisciplinar
  • Quem é o Fisioterapeuta?
  • Objetivo da Avaliação Fisioterapêutica:
  • Componentes
  • Atuação
  • Interdisciplinaridade
  • Intervenção Interdisciplinar
  • Atuação do Fisioterapêuta nas principais doenças do idoso
  • Osteoartrose e Osteoporose
  • Osteoartrose
  • Osteoporose
  • Tratamento Fisioterapêutico:
  • Prescrição Exercícios:
  • Prescrição Exercícios
  • Doenças Cérebro- Vasculares
  • Tratamento fisioterapêutico Doenças Cérebro-Vasculares
  • Tratamento Fisioterapêutico Distúrbio do Movimento
  • Tratamento Fisioterapêutico
  • Tratamento Fisioterapêutico Demência
  • Tratamento Fisioterapêutico
  • Doenças Respiratórias DPBOC Pneumonias
  • Caso Clínico
  • Avaliação Fisioterapêutica
  • Avaliação Funcional
  • Plano de Ação
  • Reavaliação (1 mês)
  • Fisioterapia Especialidades
  • FISIOTERAPIA
  • PACIENTE ONCOLÓGICO
  • COMPLICAÇÕES
  • DOR
  • Atendimento Fisioterapêutico
  • FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA
  • FISIOTERAPIA MOTORA
  • BENEFÍCIOS DA FISIOTERAPIA MOTORA
  • PRÉ-OPERATÓRIO NO PACIENTE COM CÂNCER
  • PÓS-OPERATÓRIO NO PACIENTE COM CÂNCER
  • Ventilação Mecânica Não Invasiva (VNI)
  • VENTILAÇÃO MECÂNICA INVASIVA (VMI)
  • VENTILAÇÃO MECÂNICA INVASIVA
  • Equipe X EUquipe
  • FIM